TEOLOGIA

PARA O DIA-A-DIA

1 de agosto de 2016

17:00


Bem-aventurados os limpos de coração. Para entendermos bem essa beatitude vamos estudar sucintamente duas palavras: Limpos e coração.

Limpo significa puro literal e figuradamente, cerimonial e moralmente[1]. Então o que seria puro de coração? John Piper faz algumas observações sobre o Salmo 24.3-4[2] que respondem a esta pergunta. Quem são os de mãos limpas e puros de coração? São os que não entregam a sua alma à falsidade, e não juram falso. Observa-se então que Davi quer dizer com "um coração puro" nas frases que se seguem. Um coração puro é um coração que não tem nada a ver com falsidade. É dolorosamente sincero, livre de engano. Pureza de coração é querer "buscar a face do Senhor" (v.6) [3].

Coração no uso geral nas páginas da Bíblia tanto no Antigo como no Novo Testamento, é o vocábulo mais completo para indicar todas as faculdades humanas; o coração é a sede da vontade (Mc 3:5), o intelecto (Mc 2:6) e do sentimento (Lc 24:32). Apontando o homem interior, o homem essencial, aquela porção da personalidade humana que possui os meios naturais através dos quais todo homem deveria elevar seu conhecimento de Deus a níveis mais altos, em gratidão.

Ser limpo de coração significa ser semelhante ao próprio Senhor Jesus. Ele “... não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca” (1 Pe 2.22) – perfeito, sem mácula, puro e integro. Aponta para o fato de o discípulo ser dono de um AMOR NÃO DIVIDIDO, considerando que Deus é o bem maior de cada um deles, um amor que só se preocupa em valorizar ao Senhor. Ter um “coração limpo” significa que se observa o primeiro e maior dos mandamentos: “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de toda a tua força” (Dt 6.5) [4].

Quem tem controlado o nosso coração? Deus ou o dinheiro; Deus ou a necessidade de se afirmar; Deus ou o sucesso. Se a resposta for outra se não Deus ai temos um coração dividido, impuro. Quando você pede algo a Deus pede confiante no poder dEle ou confiando no seu jeitinho? O que temos pensado e visto na net, nos filmes e ouvido nas rodas de conversas? Como Tiago nos orienta não viva um autoengano. Isso é não ter mãos limpas e coração puro. Vamos aprender de verdade a amarmos a Deus de toda a nossa força e em lugar de dizer eu não consigo vamos lembrar de que em Cristo somos mais que vencedores, com ele nos ressuscitamos e não somos mais escravos do pecado, que em todas as circunstâncias que passamos nessa vida, em Cristo, somos mais que vencedores. Glórias para sempre ao Cordeiro de Deus.

Qualquer coisa pode me escrever: semprecomdeus@hotmail.com.


________________________________
[1] (Mt 5.8; 23.26; 27.59; Lc 11.41; Jo 13.10; Rm 14.20; Hb 10.22; Tg 1.27; Ap 15.6; 21.18)
[2]“ 3Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo?  4 Aquele que é limpo de mãos e puro de coração; que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente”. Segundo D. A. Carson Mateus 5.8 é uma alusão direta a este Salmo. CARSON, Donald. A. O comentário de Mateus. São Paulo: Shedd Publicações, 2010. p. 169.
[3] http://thegospelcoalition.org/resources/category/sermons/a/series/the_beatitudes/&author=John+Piper Acessado em 15/03/13 as 09:03.
[4]LLOYD-JONES, D. Martin. Estudos no Sermão do Monte. São Paulo: Fiel, 1984. p. 103. 

por André Reis