TEOLOGIA

PARA O DIA-A-DIA

12 de agosto de 2016

11:48

Quero compartilhar com vocês meus objetivos e visão do ministério pastoral.

Como pastor meu objetivo será aprender mais de Deus e das Escrituras a cada dia, aplicar esse conhecimento a minha vida e ensinar da Palavra a todos a quem Deus me der o privilégio de pastorear, a fim de que todos nós sejamos a cada dia mais parecidos com Jesus. Não abro mão de ensinar as Escrituras, pois são as letras inspiradas que o Senhor deixou para que nós seguíssemos. 

Desejo também compartilhar do que tenho aprendido com aqueles que almejam o episcopado, a fim de torná-los capazes de treinar a outros. Bem como, contribuir para a capacitação de cada crente no desempenho dos ministérios que o Senhor lhes conceder. 

Creio que também tenho muito a aprender com cada irmão, pois a Palavra diz que cada membro é importante para o crescimento e edificação do corpo. Por isso, desejo estar cada vez mais próximo de vocês, para que juntos cumpramos a vontade de Deus na vida um do outro, segundo o ministério e dons que o Senhor concedeu a cada um de nós. Assim, que a posição pastoral não seja para ninguém um motivo de distanciamento, pelo contrário, espero que a nossa amizade cresça e promova frutos para a glória de Deus. 

Quanto ao meu caráter, lutarei para permanecer adequado às qualificações apresentadas nas Escrituras, a saber: ser irrepreensível, marido de uma só mulher, sóbrio, prudente, respeitável, hospitaleiro, apto para ensinar, não apegado à bebidas, nem violento, mas amável, pacífico e não apegado ao dinheiro; alguém que governa bem a minha família, tendo os meus filhos (se vierem) em sujeição, com toda dignidade, procurando também manter uma boa reputação com os que são de fora. 

Peço aos irmãos que se algum dia eu me desviar desse padrão, me exortem com urgência

Por fim, como o presbítero Pedro ensina no capítulo 5 de sua primeira carta, quero ser um pastor que sirva como um modelo a ser seguido. Por isso, me esforçarei para que cada prática no exercício desse ministério e de minha vida cristã esteja fundamentada na Palavra de Deus, tendo sendo como alvo o Supremo Pastor, que é Cristo. Pois nele se baseará meu ministério. Assim como o bom pastor dá a vida por suas ovelhas, eu me coloco à disposição dos irmãos para servi-los, pois de boa vontade me gastarei e me deixarei gastar em prol de suas vidas, pois em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça, não atentando para as coisas que se vêm, mas para as que não se veem, pois estas são eternas. Porque o amor de Cristo me constrange, me fazendo chegar a seguinte conclusão: se ele morreu por mim, então eu estou morto para mim. Se ele morreu por mim, então foi para que eu viva não mais para mim mesmo, mas por aquele que por mim morreu e ressuscitou. Esse é o pastor que eu quero ser. Amém.

Yuri Araújo
Pastor de Jovens e Adolescentes na Igreja Batista Memorial de Serra Negra - SP