Uma fé implicante

Uma fé implicante
3 de agosto de 2016

17:12
A cada dez minutos, uma pessoa é assassinada no Brasil. O ano passado foi sangrento e foram contabilizadas 53.646 vítimas de crimes violentos. Os dados da última edição do Anuário de Segurança Pública são pouco esperançosos e traçam “um cenário de crise endêmica”.1 Do que o nosso pais precisa? De Pacificadores de Deus ou fazedores de Paz.

Fazer a paz inclui proporcionar bem-estar aos cristãos e não cristãos, anunciar o evangelho2, tudo com graça e amor (2Co 13.11), em todas as oportunidades. Um fazedor de paz não proporciona inimizades, miséria, aflição, morte, guerra e destruição.3

Paz não é a ausência de conflito é mais do que isso - não há conflitos em um cemitério, mas isso não é um modelo de paz. Deus vê a paz não como a ausência de conflitos, mas a presença de justiça. Justiça trará relações corretas. A paz não é apenas parar uma guerra. É a comunicação de justiça que traz dois partidos juntos no amor.

Por exemplo: Shalom, quando dita a um amigo, não queria dizer: "Que você não tenha conflito" ele queria dizer: "eu desejo para você toda a justiça e bondade que Deus pode dar." Pacificadores de Deus não apenas param de guerrear eles substituem o que causa a guerra com a justiça de Deus.4

Portanto, o que faz a paz, é uma pessoa habitada pelo Espírito Santo de Deus,5 temente a Ele e seguidor da Sua Palavra (Jó 11.18; Pv 3.23). Um cristão (Sl 28.3) que proporciona efetivamente paz diferente da do mundo (Jo 16.33). O pacificador aponta Cristo a solução para a maior guerra da humanidade que é a guerra contra o pecado.

Antes de tentar mudar o Brasil e o mundo nós devemos ser pacificadores em nossa própria família, igreja e comunidade e assim começarmos a fazer a diferença. Como? Quando da sua boca não saem palavras ofensivas. Quando no trânsito caótico em lugar de ficar irado e xingar lembrarmos que os filhos de Deus tem a Paz de Cristo e esta não é baseada em circunstâncias. Em lugar de brigar por seus direitos na sua casa ou igreja os seda. Anuncie o evangelho de Cristo que muda e transforma o coração. Os pacificadores, estes serão chamados filhos de Deus. Sigamos o exemplo do nosso Senhor Jesus o nosso Príncipe da Paz.
Por André Reis




[1] http://brasil.elpais.com/brasil/2014/11/11/politica/1415732921_778564.html. Acessado em 17 Jun 2015 as 11:37.
[2] Ef 6.15; cf. At 10.36; Ef 2.17
[3] Jo 16:33; Lc 19:42; Rm 3:17; Lc 14.32; At 12.20; At 42.2
[4]MACARTHUR, John. Beatitudes. Disponível em: http://www.gty.org/resources/study-guides/40-5201/the-beatitudes. Acessado em 15 Mar 2013 as 10:02.
[5] Rm 5.1; Rm 8.6; Ef 4.3, Ef 2.14

BAIXE O PAPEL DE PAREDE

Comente com o Facebook: