Uma fé implicante

Uma fé implicante
13 de março de 2015

19:03
Então, o que podemos aprender com a vida dessa mulher? A história dela começa em Josué 2. Sabemos que ela era gentia e meretriz. Apesar de muitos ocultarem a ocupação de Raabe, a bíblia é clara e em momento algum tenta disfarçar qual era a sua verdadeira condição. Quando estudamos a vida dessa mulher rapidamente vemos que o seu exemplo deixado, é a sua fé! Além de estar na genealogia de Cristo, seu nome também é visto na galeria da fé, em Hebreus 11:31. Mas antes de vermos mais sobre a sua fé, algo precisa ficar bem claro em nossas mentes, em momento nenhum estou afirmando que o seu modo de vida e as suas mentiras fossem louváveis. O pecado sempre será uma agressão a santidade de Deus, Ele nunca aprova nenhum tipo de pecado, porém todos nós somos pecadores (Rm3:23) e necessitamos do perdão. Contudo o que veremos com a vida de Raabe é que Deus honra a verdadeira fé, concedendo a graça salvadora.

Se você não conhece a história de Raabe, leia Josué 2:1-14, 6:22-25.

O retrato da vida de Raabe era manchado pela imoralidade. Todavia, foi avivado com uma fé exemplar, isso porque a sua fé era suficientemente forte para levar a agir. A história não nos conta em que momento Raabe percebeu quem eram os israelitas que ela estava hospedando/escondendo. Mas nos mostra que ela sabia quem era Deus, e que Ele já havia dado a Israel aquela terra (Josué 2:8-9).

Raabe tinha uma informação que sabia que era verdadeira, não era apenas uma mera especulação de quem era Deus. Ela e seu povo, estavam apavorados com os feitos de Deus por Israel (Josué 2:10-11). “Todavia, ela expressa preocupação a seu respeito, enquanto ao mesmo tempo, revelava fé no Deus de Israel. Acreditava que Ele batalhava pelo seu povo e que ia dar-lhes esta terra. Cria também que por causa deste poder de Deus, o seu próprio povo não tinha a menor possibilidade de manter os israelitas fora dos muros da cidade”¹. Raabe prova ser sábia ao agir a luz de uma informação correta.

Quando estás em meio a uma situação alarmente, onde se baseia a sua fé? Como ages? Com quem te associas? Em quem depositas a esperança de mudança? “Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente”². Apesar do histórico de Raabe ela soube quem era Deus, e creu nos seus feitos, ela não se apoiou no seu próprio povo, ela se apoiou no único que realmente podia salvar. Ao arriscar a sua vida para proteger os espias israelitas, ela demonstrou a realidade de sua fé, e essa essência foi a base de sua justificação diante de Deus. Tiago, lembra-nos com a vida de Raabe que uma fé sem ação é morta (Tiago 2:25). Não que para sermos salvos precisamos das obras (Efésios 2:8-9), mas as nossas ações são um “termômetro” de nossa fé.

Mesmo não sendo israelita, não sendo uma conhecedora a fundo de quem Deus era, o pouco que soube foi o suficiente para fazê-la agir corretamente. Alguns poderiam dizer que ela traiu a seu povo, mas na verdade ela só agiu de acordo com a sua fé, protegendo assim a sua vida e a sua família. Nós mulheres cristãs, que temos o privilégio de termos a palavra de Deus escrita, que somos livres para adorá-Lo, deveríamos ter tal ou maior fé que a de Raabe. Deveríamos confiar a Ele os nossos medos e saber esperar, sim Raabe não sabia quando a cidade seria invadida, mas sabia que teria que confiar na palavra dos espias e esperar pelo que viria acontecer.

Realmente essas são duas coisas bem difíceis na prática, confiar e esperar. Mas de nada adianta se soubermos essas verdades apenas na teoria, mas vale praticar e desfrutar das bênçãos de Deus. A história de Raabe não termina aqui, na verdade, esse foi só o início. Ela é salva e passa a viver com os israelitas, casa-se com Salmon e tem um filho. Se formos avaliar a sua competência como mãe, pela simpatia de seu Boaz, marido de Rute (que estudaremos no próximo artigo), então ela deve ter sido realmente muito capaz, pois Rute torna-se avó de Davi.

Raabe, PELA SUA FÉ, tornou-se uma mulher na genealogia de Jesus, um privilégio que qualquer judia invejaria.

____________________________
¹ KARSSEN, Gien, Seu Nome é Mulher 1, originalmente publicado na Holanda sob o título: “Manninne Vrouwen in de Bijbel”.
² J. Krishnamurt


por Gabi Rocha

Comente com o Facebook: