Uma fé implicante

Uma fé implicante
9 de janeiro de 2015

17:00
“Pastor, o que eu devo fazer quando as coisas não acontecem do jeito que eu quero? Como eu devo agir?”. Esta foi uma pergunta que recebi de um jovem cristão há alguns dias atrás. Este jovem estava com algumas dificuldades em seu relacionamento recém-iniciado com a namorada. E logo de cara ele se deparou com o fato de que nem tudo na vida acontece do jeito que ele gostaria.

Esta pergunta me fez refletir sobre um problema de nossa geração: não estamos preparados para o fracasso. Não é a toa que apenas no Brasil, por dia, 26 pessoas – em sua maioria jovens e adolescentes comentem suicídio[1]. 

Temos criado uma geração de pessoas que creem que “o mundo gira em torno de seus umbigos”. Tudo tem que ser do jeito que cada um deseja. Ninguém quer sair perdendo. 

Mas esta não é a realidade de nosso mundo. Por mais que não gostemos de admitir, é impossível conseguirmos tudo o que queremos. É impossível que tudo dê sempre certo em nossas vidas. Basta pensar em dois rapazes apaixonados pela mesma menina. É impossível que ambos consigam se casar com ela. Apenas um conseguirá o que “quer”. O outro fracassará.

O fracasso é uma realidade. Logicamente devemos viver nossas vidas buscando conquistar o que desejamos. Porém, precisamos estar preparados para o fracasso. Além disso, a questão inicial também é uma questão que toca na soberania de Deus, pois, “se Deus é bom, por que as coisas não acontecem do jeito que eu quero”?

Assim, gostaria de compartilhar alguns passos que creio lhe ajudar a lidar com os fracassos da vida (minha sugestão é que você anote os conselhos e textos abaixo e analise com atenção cada um deles nesta semana).

Quando você fracassar, lembre-se que:

1. Deus continua sendo Deus (Isaías 46.10) - Ele não perdeu o controle da história.
2. Os pensamentos de Deus são mais elevados que os nossos pensamentos – Ele é o Soberano sobre tudo, e pode ser que Ele decida permitir que você passe por algum fracasso em sua vida para algum propósito maior/melhor (Jó 42.5; Filipenses 4.11b-13).
3. A vida não é feita apenas de momentos felizes e agradáveis (Eclesiastes 1.18; 8.6) – mesmo Salomão o homem mais rico e sábio que existiu reconheceu que o sofrimento faz parte da vida.
4. O sofrimento/fracasso traz lições que momentos alegres não podem trazer (Salmo 18.6; João 16.3).
5. Deus continua sendo bom e não permitirá que você sofra além do que Ele sabe que você é capaz de suportar (1Coríntios 10.13).
6. Aprenda a colocar sua confiança no Senhor e não nas circunstâncias desta vida (Lamentações 3.23-24).
7. Siga em frente... mas agora, preparado para o Fracasso (Lamentações 3.25-27).
___________________________________
[1] Site: <http://www.cvv.org.br/site/clippings/108-taxa-de-suicidio-entre-jovens-cresce-30-em-25-anos-no-brasil.html> Acesso em: 10/08/2014.

por Paolo Freitas

Comente com o Facebook: